segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Tema da Semana: Relacionamentos

Colagens

Às vezes, fico pensando por que tantos relacionamentos não dão certo. Algumas pessoas dizem que se durou, por exemplo, cinco ou dez anos, é por que deu certo por cinco ou dez anos. Mas, a maioria das pessoas considera "dar certo" quando dura para sempre ou "até que a morte os separe!"
Hoje em dia, na minha angelical opinião, os relacionamentos estão muito descartáveis. É um tal de casa e separa, fico com um(a) hoje, fico com dez amanhã, beijo vinte nesta balada, na outra balada beijo trinta e cinco, mas nem sei os nomes. Mas lembro direitinho o resultado da soma.
Será isso liberdade? Promiscuidade? Irresponsabilidade? Viver a vida? Falta de amor próprio? Muito amor próprio?
Como sou um anjo, sou um pouco careta! Acho que está demais!!! É muita vulgaridade, muita "maria-chuteira", muito peito siliconado, muita bunda siliconada também, muito homem galinhando, muito troca-troca!
Não sou velho, mas sou um anjo antigo. Hoje em dia há uma inversão de valores. Para viver e ser feliz, na minha angelical opinião, é preciso ter amor próprio e isso inclui se respeitar.
Mas não sou a favor dos casamentos eternos, se não houver mais amor e/ou respeito. Ninguém pode ser bobo de perder tempo com quem não vale a pena. É um direito poder recomeçar. Mas também é um dever se amar.
E tu, o que achas disso?

2 comentários:

Sofia Duarte disse...

A sociedade cresceu, tornou-se uma sociedade de direitos sem deveres...

E tudo isso se tornou em números... Sondagens, estatísticas. Tudo no mundo deixou de ser realmente humano e tornou-se um jogo sem humanidade...

Pegaram no amor verdadeiro, respeitoso e intenso numa demonstração de puder e controlo da sociedade... Quantos mais 'amores', paixões, jogos...melhor para esses seres egoístas que só pensam no direito que tem sobre o mundo.

É a política do 'eu quero, eu posso, eu tenho esse direito'. Perdeu-se na maioria com futilidades, à procura de uma felicidade oca e sem qualquer fundamento.

Eu também acredito no respeito e no verdadeiro amor, em que temos direitos e deveres para com as pessoas que amamos. Não é uma questão de ser melhor ou ter o melhor, porque amar é uma batalha constante contra os problemas para que a felicidade seja vivida pelos dois.

Mas neste novo mundo do 'querer aqui e agora' não há mais espaço para a realidade... Usam a palavra amor como quem respira, acabou por perder o seu real significado nesses casos...

Um abraço!
Sofia Duarte

MEUS PENSAMENTOS disse...

adoro quando vc escreve!!bjs!